...jornadas que podem ser!

A vida podia ser um conto de fadas
se cuidadosamente colocássemos
um grande monte de almofadas
protegendo-nos dos espinhos.

Nem tudo seriam flores
num mundo inconstante
onde, sejas o que fores,
só poderás ser interessante
se cumprires os requisitos
de umas almas penadas
com gostos esquisitos
nas suas jornadas.

Poderia então sorrir,
feliz e despreocupado
com o que está para vir,
por estar já reservado
este pedaço de Sol quente
que pega nas almas
e que, com a maior das calmas,
transforma a vida à gente.

De pouco ou nada serve lutar
contra quem, por cegueira, não quer
ter uma chance de vetar
outra vida a sofrer.

Ao próprio parece fácil entender
que o destino seja inebriante
de tal forma que não te deixe ver
o que é ou pode ser interessante.
Pode até ser suficiente
viver para não sofrer,
evitando males maiores,
tortuosas deceções
ou tristes formas de morrer,
mas serão decerto mais completos
esses dois corações
se acabarem por se entender.